Mega Análise #23 – Tauros

por Victor

Tauros é o equivalente pokémon de um aluno brilhante nos anos iniciais de escola e no colegial, mas falhou miseravelmente com suas expectativas assim que entrou na faculdade e depois na vida profissional. Na primeira geração, era basicamente o rei físico, enquanto Alakazam dominava o aspecto especial.
Batia forte, era rápido, descolava muitos críticos (críticos eram determinados pela velocidade do pokémon) e aprendia Earthquake (um game breaker na época).
Mas o tempo veio, as coisas passaram e a vida foi dura para o touro bandido de pokémon. Geração após geração, Tauros viu suas funções serem cobridas de um jeito melhor por uma alta gama de pokémons ofensivos e que tinham movepool melhor. Aquele que uma vez foi um dos reis do metagame e encabeçava guerras chegou à sexta geração nem com status de cavaleiro, mas se sai bem no equivalente competitivo a brigas de bar. Quando a quinta geração veio e lhe trouxe Sheer Force como presente, foi imensamente apreciada mas não o suficiente pra fazê-lo pular de NU.
Hoje em dia ele ocupa uma posição interessante em NU e ganhando até algum espaço em RU. Vejamos do que o touro é capaz

HP: 75
Attack: 100
Defense: 95
Sp. Atk: 40
Sp. Def: 70
Speed: 110

Habilidades:
Anger Point (1): O pokémon ganha 6 níveis de ataque ao ser atingido por um crítico
Intimidate (2): O pokémon reduz o nível do ataque do adversário em um nível
Sheer Force (H): Ignora os efeitos secundários dos golpes e aumenta seu dano em 30%

Todo seu movepool pode ser visto aqui.

Com isso, podemos definir seus prós e contras:

Prós
– Seu movepool funciona bem com Sheer Force. Somado à Life Orb, sua base 100 de ATK é respeitável
– Seus golpes principais são fortes e podem causar bom dano
– Sua velocidade é alta e somada a seu ataque fazem dele um ótimo late game cleaner
– Normal não é a melhor tipagem, mas ter uma só fraqueza faz dele capaz de aguentar alguns golpes antes de cair

Contras
– Seu movepool é raso, fazendo dele facilmente barrável por pokémons de pedra ou metálicos
– É sucetível a golpes de prioridade e a scarfers
– Não tem força o suficiente ou movepool para derrotar praticamente nenhuma wall física

128 128

Movesets

Boi bandido

@Life Orb
Sheer Force
Naive Nature
252 ATK / 252 SPEED / 4 HP

– Rock Climb
– Fire Blast
– Zen Headbutt / Rock Slide
– Earthquake

O set premier dele para jogar em NU. Você até poderia usar Return ou Double-Edge no lugar de Rock Climb (e pode, se você sentir que 85% é pouca accuracy, e é mesmo), mas esses golpes não recebem o boost de Sheer Force.
Com Life Orb + Sheer Force, Rock Climb fica com praticamente o mesmo poder de Double-Edge. Além disso, Rock Climb vai servir como o STAB poderoso do touro. Earthquake é pau pra toda obra. Você não receberá dano de Sheer Force e levará recoil da Life Orb (10% por golpe) mas é um excelente golpe de cobertura e pode bater em praticamente tudo de modo neutro, e é praticamente sua única opção para bater em pokémons de pedra. A escolha entre Rock Slide e Zen Headbutt é difícil. Por um lado, Rock Slide bate bem em insetos presentes em NU e RU, sendo seu principal modo de lidar com Scyther, Pinsir e outros voadores. Por outro, Zen Headbutt é sua principal resposta aos lutadores e venenosos defensivos que atormentam aos montes as tiers mais baixas, como Weezing, Muk, Amoongus e Garbodor. Basicamente, o seu único modo de lidar com Weezing é com Zen Headbutt. Por fim, Fire Blast é o golpe de cobertura quase obrigatório se você não quiser ser totalmente barrado por metálicos, principalmente em RU com Mega Steelix assombrando a tier. Sua base de 40 em SP ATK é mesmo miserável, mas Life Orb + Sheer Force aumenta o dano decentemente.
É também uma excelente resposta a Tangela, matando-a em dois hits se o golpe não errar se for um set defensivo físico, e causa dano decente a Mega Steelix e Doublade. Sua velocidade fará dele uma decente ameaça a muitas coisas da tier, principalmente no late game. Desde que os metálicos e pokémons de pedra estejam removidos de campo ou enfraquecidos, Tauros pode limpar o jogo para você. Lembre-se que Rock Climb é golpe obtível em Gen 5 e não é na Gen 6.

Matador da Vingança

@Choice Scarf
Sheer Force
Adamant
252 ATK / 252 SPEED / 4 HP

– Double-Edge / Retaliate
– Earthquake
– Zen Headbutt
– Wild Charge

A ideia é ampliar a capacidade de Tauros como um Revenge Killer com esse set. Já que ele é naturalmente rápido e ainda está com Choice Scarf, você pode usar uma natureza Adamant. As únicas coisas que lhe passarão serão outros scarfers e ainda assim algum que consiga passar 110 de velocidade base, feito difícil. Double-Edge é seu STAB de escolha, e pode causar um dano razoavelmente alto a tudo que não resista a normal. Se você quiser, Retaliate também pode fazer um excelente serviço quando um aliado é morto.
Earthquake entra novamente para completar cobertura, mas é um golpe chato de se trancar. Zen Headbutt é sua resposta aos lutadores e venenosos, mais uma vez. Wild Charge entra como opção bara bater em tipos aquáticos chatos, principalmente Alomomola.
Com algum dano de Hazards antes, ele pode até matá-la em 2HKO. Pode também bater decentemente em qualquer pokémon com dano neutro, mas infelizmente não recebe boost de Sheer Force.

Choice Band

@Choice Band
Intimidate / Anger Point
Jolly
252 ATK / 252 SPEED / 4 HP

– Pursuit
– Retaliate
– Thrash
– Earthquake

Força. É basicamente a ideia do set. Já que nenhum dos golpes recebe o boost de Sheer Force, Intimidate pode entrar para enfraquecer um atacante físico oponente e melhoras as chances de Tauros contra ele. Anger Point pode entrar também se você quer depender da sorte.
Retaliate arranca um dano absurdo após um aliado ser morto, então é uma ótima opção. Double-Edge também é, e causa um dano excelente contra aquilo que não o resiste, mas a sugestão do set é Thrash, que funciona basicamente como um Outrage (dois ou três turnos atacando sem parar e depois fica confuso). Se você não se incomoda de ataques suicidades, é uma boa pedida. Earthquake é como sempre sua melhor (e basicamente única) chance de se dar bem contra walls físicas do tipo metálico e pedra, causando ao menos um dano decente antes de morrer ou se pegos numa troca. Pursuit é uma excelente ideia para finalizar inimigos razoavelmente enfraquecidos, e um bom golpe para atacar psíquicos e fantasmas, principalmente os últimos que são imunes a dois golpes do set.

Considerações Finais

Tauros entra na categoria do “bom, mas nem tanto”. O tempo não foi gentil com ele, então é natural que ele seja obsoleto hoje em dia. É um pokémon que depende muito do momentum da luta para funcionar no máximo de seu potencial, mas pode fazer um trabalho decente em muitas situações. Talvez com umas adições à seu movepool ele voltaria a ser tão relevante, já que tem status bons e boa habilidade.

Maiores aliados

Tauros precisa de um bom suporte de time para ser totalmente eficiente. Ser sucetível a todo tipo de Entry Hazards não o ajudam muito, então um spinner ou defogger é sempre bem-vindo. Assim como todo atacante em todo metagame, aprecia a ajuda de entry hazards para amaciarem seus alvos. Como suas defesas não são altas o suficiente para serem considerado um tanque, ele também aprecia pokémons defensivos que o ajudem numa troca segura. Em RU, Amoongus é uma boa pedida, já que ele resiste aos lutadores. Em NU, venenosos no geral podem salvá-lo de situações complicadas.
Pelo lado ofensivo, uma combinação de Tauros e um lutador ou um noturno é uma boa ideia, já que eles podem lidar com metálicos, pokémons de pedra e fantasmas. Mas tenha em mente que lutadores + Tauros não são uma boa ideia ao lidar com pokémons fantasmas, então é melhor guardar esse departamento para atacantes especiais. Pokémons de fogo ajudam Tauros a lidar com os de grama resistentes e os metálicos, mas ambos são barrados por pedras. Objetivamente falando, Tauros que é um companheiro difícil de lidar, já que um core consistente com ele consumiria vários slots do time. Ele também aprecia clérigos, já que qualquer status que o atinja pode facilmente acabar com sua alegria. Alomomola em RU também pode passar bons Wishes para ele, aumentando assim sua vitalidade.

Piores Inimigos

Fazer a lista de pokémons que podem acabar com o dia de Tauros é uma tarefa cansativa, já que muitos podem dadas as condições certas. Mas de um modo mais geral, statusers, pokémons de pedra, fantasmas e metálicos são seu inferno pessoal. Por não aprender golpes lutadores, Regirock, Rhyperior, Steelix/Mega Steelix, Archeops (apesar de poder lidar com ele de modos diferentes) e Dusclops estão no topo. Liepard Prankster também pode ser um problema a ele graças aos status, mas é facilmente morto no contra ataque. Dependendo do set, Tauros terá um golpe que pode bater super efetivo em todos os citados acima, mas mesmo assim o dano é esdrúxulo e só os mataria se estivessem enfraquecidos. Talvez o maior inimigo de Tauros seja seu próprio movepool, uma vez que um golpe lutador, até mesmo um simples Brick Break seria uma excelente adição à sua ofensividade graças a Sheer Force + Life Orb. Quem sabe na próxima geração, tourinho?

Deixe uma resposta