Resposta do Masuda

Ontem saiu a resposta definitiva da Game Freak sobre a inclusão dos Pokémon faltantes em Pokémon Sword/Shield no site oficial de Pokémon. Você pode conferir a resposta clicando aqui.

Em suma, nada será feito. A Pokémon Company segue com sua posição confortável de que tudo o que eles fizerem vai vender. De fato, a movimentação da comunidade sobre a insatisfação da decisão da Game Freak à respeito da National Dex teve efeito, tanto que a resposta veio a público. Porém, a comunidade insatisfeita é uma fração muito pequena do público total que compra os jogos da franquia apenas pelo nome que ela tem, e não pelo conteúdo dos jogos. Não adianta parte da comunidade dizer para as pessoas “floparem” os jogos, isso não vai acontecer. Para o público alvo da Game Freak, não importa se algum Pokémon não estará nos jogos, o público casual nem sequer conhece todos os Pokémon. 

Para nós que temos uma cultura gamer mais refinada, é natural a ideia de que eles poderiam fazer DLC’s no futuro completando o que faltar. Porém, a Game Freak é uma empresa muito atrasada nesse sentido, assim que eles terminam uma produção, eles não voltam a mexer com ela, eles seguem em frente, projeto entregue projeto finalizado. Eles poderiam fazer conteúdo adicional via download desde 2013 em Pokémon XY, nunca o fizeram. Eles já disseram em público que não são adeptos da cultura de DLC’s, e parece que continuam firmes com essa posição. Então vamos aceitar o fato: não teremos patches futuros incluindo os Pokémon que não estarão na Galar Dex.

Boa parte da comunidade criticou a “preguiça” da Game Freak com relação a esse assunto e sugeriu o adiamento. Já discutimos isso aqui antes, a Pokémon Company é toda sincronizada, os lançamentos de jogos tem que combinar com TCG, filme no cinema, anime e merchandise. É o famoso caso de que eles são escravos do próprio sucesso. Não há como existirem adiamentos, os jogos vão lançar e ponto final. Mas é fato de que vemos que não existe a mesma dedicação/paixão com produção de jogos como é o caso por exemplo do Kojima ou do Sakurai, o anúncio do Masuda é muito mentiroso nesse sentido, sem dúvida alguma, mas não posso dizer que eles são preguiçosos. 

O problema real é que a Game Freak parece pecar no quesito organização. Se eles tivessem percebido desde o início que não daria tempo de trabalhar com todos os modelos, a empresa deveria no mínimo contratar pessoas temporárias para ajudar na conclusão do projeto, é impossível dizer que eles não tem recursos para tal.

De qualquer forma, essa resposta dá uma ponto final a essa discussão. Temos que aceitar o fato e torcer para que os jogos compensem em outros quesitos. Não foi anunciada por enquanto quando virá a próxima leva de informações novas sobre os jogos.

 

Deixe uma resposta